Umbanda: Força Divina, Amor e Caridade!

Associação Espírita Alfa e Ômega

Rua Augusto Giorgio, 222
São Mateus São Paulo - SP
CEP 03965-050 Brasil
(11) 2018 0879

ass.alfa.omega20@gmail.com

Caso tenha tido alguma benção na Umbanda por intermédio de nossa Casa e queira compartilhar, deixe sua mensagem em Contate-nos. 

Lembre-se que sua experiência pode ser compartilhada e ajudará a renovar a FÉ de muitas pessoas. Caso queira ler os depoimentos de algumas pessoas que já fizeram, clique aqui Depoimentos

 

 

 

 

OGUM (23 de abril)

Orixá da energia, ligado à atitude, perseverança, persistência, tenacidade, e renascimento (no sentido de capacidade de se reerguer).


    Orixá vencedor de demanda. Ogum é a energia da luta pela sobrevivência e não apenas nas situações de conquista.

    Em que isto está associado à força da natureza? Dando um exemplo: a força que um vegetal faz para nascer, romper a terra e brotar e crescer, a esta força damos o nome de Ogum. 

 

A força do coração batendo e pulsando o sangue pelo nosso corpo. São forças que naturalmente se processam. Atuando essa força nos diferentes reinos da natureza encontramos os desdobramentos de Ogum.
    

Orixá sem reino específico, mas que atua na defesa e revitalização de todos os reinos em função da sua especialidade. A Energia de Ogum está em todos os lugares. 

 

Na Umbanda usamos o termo desdobramento para caracterizar a fusão de dois ou mais Orixás num determinado momento de manifestação das forças da natureza, sem que se perca o vínculo com o Orixá que primeiro originou esse desdobramento.  Significa harmonização de forças e não antagonismo ou separatismo. As palavras chaves para Marte são energia de ação. O “guerreiro” sai para enfrentar as tarefas da vida com valentia, coragem e decisão. 

 

A energia de Marte dá impulso. É a resposta ao estímulo. Sem Marte não seria possível a sobrevivência. E, por isso, também é sexo. Mas como sexo, não pode agir sozinho. Precisa de Vênus. Um é iniciativa, outro é gostar; É Marte que obriga as pessoas a competirem, eliminando o mais fraco: duas pessoas não podem ocupar o mesmo lugar ao mesmo tempo.

 

 Sendo assim, o Orixá de equilíbrio de Ogum é Iemanjá, porque Iemanjá é a acomodação, a tranqüilidade e Ogum a tenacidade e a luta.

        Desdobramentos de Ogum, ou seja, a energia de luta, de conquista, de vitória, de sobrevivência, vibrando ou cruzando em harmonia com os demais Orixás. Do cruzamento vibratório de Ogum com os demais Orixás “nascem” ou “surgem” os seguintes Chefes de Linha:


Ogum Megê -Trabalha em harmonia com Omulu, na entrada da calunga pequena (cemitério), e também em todo trabalho que envolva a energia da terra (Omulu) e combate a baixa magia. Está presente nos assuntos atinentes a desmanche de magia.

Ogum Rompe Mato -Trabalha em harmonia absoluta com Oxossi, na entrada da Mata. Este desdobramento de Ogum está presente nos assuntos pertinentes a coisas de solução rápida, revigorantes e de conquistas de espaço de maneira geral.

Ogum Beira-mar -Trabalha na orla marítima em harmonia com Iansã e Iemanjá. Este desdobramento de Ogum está presente nos assuntos atinentes a conquista material e de fortuna.

Ogum Iara -Trabalha na cachoeira em harmonia com Oxum. Este desdobramento de Ogum está presente nos assuntos atinentes a conquistas diplomáticas.

Ogum de Lei -Trabalha com as Almas em harmonia com Omulu, Oxum, Ogum Iara e principalmente Xangô. Este desdobramento de Ogum está presente nos assuntos atinentes a execução de justiça.


        Características básicas dos regidos por Ogum: geralmente são pessoas persistentes, determinados, perseverantes, que têm “temperamento forte”, não desistem facilmente de nada que tenham se determinado a fazer ou a conquistar, pessoas batalhadoras.

         
Ogum também é considerado o Senhor dos caminhos. Ele protege as pessoas em locais perigosos, dominando a rua com o auxílio de Exú. Se Exú é dono das encruzilhadas, assumindo a responsabilidade do tráfego, de determinar o que pode e o que não pode passar, Ogum é o dono dos caminhos em si, das ligações que se estabelecem entre os diferentes locais.  

 

Ogum representa a eterna luta a favor da paz universal; a luta do espírito contra a matéria; a luta do ser humano para a sua purificação;

 

Assim como acontece com o aço e o ferro quando são aquecidos e transformam-se em ferramentas cada vez melhores, assim é a luta de OGUM a favor do ser humano para que nos transformemos em pessoas melhores.

 

OGUM é filho de Iemanjá, irmão de Oxossi e Exu; dono do ferro, da espada; casado com Iansã e Oxum, optou por viver sozinho abrindo caminhos nas estradas, dono do trafego e dos caminhos e encruzilhadas, dono das estradas e de nossas casas, dono da faca, luta contra demandas.

 

Abaixo algumas características de OGUM:

 

- Dia de comemoração: 23 de abril

- Animais: cachorro e galo vermelho

- Bebida: cerveja clara

- Chackra: umbilical

- Cor: vermelho, azul e verde

- Dia da semana: terça feira

- Comida: feijão fradinho, manga, camarão

- Partes do corpo: glândulas endócrinas e coração

- Elemento: fogo

- Erva: alfavaca

- Essência: violeta

- Flores: palma vermelha e crista de galo

- Metal: ferro e aço

- Pedras: granada, lápis lazuli e rubi

- Planeta: Marte

- Pontos da natureza: estrada de ferro e meio de encruzilhada

- Saudação: Ogunhê!

- Símbolos: espada, ferramentas, ferradura

- Sincretismo: São Jorge;

- Quizila: quiabo

- Lenda: Ogum, temível guerreiro, morava em Ire. Foi para a guerra e, ao retornar, nenhum súdito o reconheceu. Assim, ele matou muita gente e se arrependeu. Como não aguentava a culpa, cravou sua espada no chão e ele se abriu tragando-o. Desta forma, ele foi para Orum (o céu) e tornou-se um Orixá.

 

Pelas forças de OGUM todos renascem melhores em espírito, e de renascimento em renascimento, de transformação em transformação, chegamos mais perto do ALFA, mais perto do mais que perfeito, mais perto da luz mais branca que o Universo pode conceber, pois foi concebido por ELE o nosso PAI CRIADOR DO INFINITO.

 

ORAÇÃO A OGUM

 

Salve Ogum, guerreiro de Oxalá. Orixá que abençoa seus filhos. Pai destemido, Senhor da espada de fogo que corta todas as demandas e conduza os que ama aos caminhos da prosperidade. Que em meus caminhos, possa eu, filho seu merecer as vossas Bênçãos: a espada que me encoraja, o escudo que me defende e a bandeira que me protege. Meu Pai Ogum me defenda de todos os inimigos.

Pai, que minhas palavras e pensamentos cheguem até vós, em forma de prece, e que sejam ouvidas. Que esta prece corra mundo e universo, e chegue até os necessitados em forma de conforto para as suas dores. Que corra os quatro cantos da Terra e chegue aos ouvidos dos meus inimigos, em forma de brado de advertência de um filho de Ogum, que sou e nada temo, pois sei que a covardia não muda o destino. Ogum, senhor das estradas, fazei de mim um verdadeiro andarilho, que eu seja sempre um fiel caminheiro seguidor do teu exército, e que nas minhas caminhadas só haja vitórias. Que, mesmo quando aparentemente derrotado, eu seja um vitorioso, pois nós, os vossos filhos conhecemos a luta, como esta que travo agora, embora sabendo que é só o começo, mas tendo o Senhor como meu pai, minha vitória será certa. Ogum, meu grande pai e protetor, fazei com que o meu dia de amanhã seja tão bom como o de ontem e hoje, que minhas estradas sejam sempre abertas, que eu trabalhe para que no meu jardim só haja flores, que meus pensamentos sejam sempre bons e que aqueles que me procuram consigam sempre remédios para seus males. Ogum, vencedor de demandas, que todos aqueles que cruzarem a minha estrada, cruzem com o propósito de engrandecer cada vez mais a Ordem dos Cavaleiros de Ogum. Pai, daí luz aos meus inimigos, pois eles me perseguem porque vivem nas trevas, e na realidade só perseguem a luz que vós me destes. Senhor, livrai-me das pragas, das doenças, das pestes, dos olhos-grandes, da inveja, das mentiras e da vaidade que só leva a destruição. E que todos aqueles que ouvirem esta prece, e também aqueles que a tiverem em seu poder, estejam livres das maldades do mundo.

Ogunhê, Meu Pai!!